Loading...

sábado, 29 de junho de 2013

Sacerdócio Real


Sacerdócio Real

Escolhi este tema, para dar continuidade ao nosso último estudo da série Ministério de Louvor intitulado: Músico ministro. Creio que é de extrema importância entendermos de fato princípios espirituais, que nos orientam ao exercício da nossa função no Ministério.
Este texto não se aplica somente àqueles que foram chamados para o Ministério de Louvor e sim a todos os cristãos nascidos de novo, concidadãos do Reino de Deus. Antes de sermos músicos, cantores, servos, somos filhos de Deus, um povo escolhido para oferecer sacrifícios espirituais aceitáveis à Deus e anunciar a Sua grandeza.
Quem somos nós?
"Ministros de uma Nova Aliança, a qual é fundamentada no amor, graça e justiça de Deus. Como ministros da Nova Aliança exercemos o sacerdócio de todos os cristãos, nos tornando aptos a nos apresentar diante Dele, adentrar em Sua presença e ministrar diretamente a Deus através de Jesus. Desta maneira cumprimos o serviço na casa do Senhor, inspirando e edificando a vida dos nossos irmãos através da nossa conduta, palavra e canções." Christie Tristão
Texto base 1 Pe 2:4,5...9
 "À medida que se aproximam dele, a pedra viva - rejeitada pelos homens, mas escolhida por Deus e preciosa para ele - vocês também estão sendo utilizados como pedras vivas na edificação de uma casa espiritual para serem sacerdócio santo, oferecendo sacrifícios espirituais aceitáveis a Deus, por meio de Jesus Cristo...Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. Antes vocês nem sequer eram povo, mas agora são povo de Deus; não haviam recebido misericórdia, mas agora a receberam."
Considerações gerais:
· No A.T., Deus ordenou um sacerdócio que representasse seu povo diante de Deus. Este ministério envolvia uma série de rituais e cerimônias, que eram símbolos de realidades espirituais futuras. Hb 10:1
· O ministério sacerdotal de Cristo preencheu todos os tipos ou símbolos implícitos do sacerdócio do A.T. Ele é o cumprimento de todos os protótipos simbólicos. Hb 7:20-28
· Os sacerdócio levítico e araônico foram suplantados por um novo sacerdócio. Hb 7:11-18
· A palavra "sacerdote" sig. "aproximar-se." Nos termos da Lei, é usada com relação a alguém que pode apresentar-se da Presença Divina. Ex 19:22; 30:20.
· Atribuições do Sacerdócio no A.T. : Nm 16:5
1. Separados para Jeová.
2. Santos.
3. Ordenados a se aproximarem de Deus.

· Nos termos da Nova Aliança Jr 31:31-33, todo crente é ordenado para ser um sacerdote a Deus. Não oferecemos sacrifícios de animais, como os sacerdotes da Antiga Aliança ofereciam. Somos chamados para sermos "um sacerdócio santo e para oferecermos sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por meio de Jesus Cristo." 1 Pe 2:5.
· O sacerdócio no Novo Testamento:
1. Através da morte de Jesus o véu do templo foi rasgado. Mt 27:51
2. Era chegada a hora do sacrifício definitivo. O caminho do Santo dos Santos foi aberto através do sangue de Jesus. Jesus é o nosso Sumo sacerdote. Hb 9:12, 24-25 ; Hb 10:19-22.
3. Jesus o único mediador entre Deus e os homens. 1 Tm 2:5-6
4. Todos os cristãos tem acesso direto à Deus através de Cristo.
· Através do sangue do cordeiro de Deus, nós podemos entrar em Sua presença; Hb 4:14-16; 9:24-28; 10:19-22;
· Jesus o único mediador entre Deus e os homens. 1 Tm 2:5-6;
· O caminho para a presença de Deus está aberto.
5. Todos os cristãos são semelhantes em Cristo. Não há hierarquia
mencionada na bíblia. Somos um reino de "sacerdotes cristãos" com
responsabilidades diante de Deus e das pessoas, tais como:
1. Adoração:
· Oferecer a nossa própria vida. Rm 12:1;
· Louvor. Hb 13:15;
· Oferecer os nossos bens. 1 Co16:1
· Oração.
· Serviço.

2. Testemunho:
· Proclamação das "Boas novas do Evangelho";
· Viver as "Boas novas".
Conclusão:
Deus tem nos chamado para estarmos ministrando diante Dele em todo o tempo, seja através de nossas atitudes, do nosso falar, do nosso caminhar, das nossas canções, enfim, o exercício do Ministério parte deste princípio: "Porque Dele, por Ele e para Ele são todas as coisas, a Ele seja a glória para sempre ! Amém." Rim 11:36
E agora? O que você está esperando? Ofereça o seu excelente dentro do seu contexto de vida, independente de qual seja o seu dom ou o seu chamado ministerial. É tempo de ouvirmos claramente as ordens do cabeça e oferecermos à Ele o que o agrada em obediência e amor.
Aplicação:
A palavra de Deus nos é muito clara sobre quem e de que maneira ministramos com excelência diante de Deus e dos homens, agora eu deixo algumas perguntas para vocês conversarem a respeito com sua equipe.
 1. O que você pensa de si mesmo? (O que nós pensamos terá um grande impacto no que fazemos).
2. Quem você é em seu caminhar com Deus?
3. "Santos"... "em Cristo"... "sacerdotes"?
4. Você tem funcionado com um sacerdote?
Deus os abençoe.
Christie Tristão.
Fonte: http://www.adorando.com.br/

sábado, 15 de junho de 2013