Loading...

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Unção e Técnica


Unção e TécnicaParte superior do formulário
Parte inferior do formulário


Nem só de unção, nem menos só de técnica vive o músico cristão!
A unção de Deus é essencial, mas não dispensa a técnica. Com a unção fazemos aquilo que não conseguimos fazer por nós mesmos. Através da técnica cumprimos a nossa parte, fazendo aquilo que Deus não vai fazer porque nos deu capacidade para tanto.
Buscar a unção de Deus não pode ser desculpa para não nos esforçarmos pela técnica. Assim como não vale a pena ter técnica sem unção. Sem unção o nosso som se dissipa. Com técnica tocamos a pele, com a unção tocamos a alma. Com a unção e a técnica a Obra de Deus através das canções torna-se completa.
Unção é técnica precisam andar juntas. Às vezes as pessoas confundem unção com técnica e vice-versa. O erro dá-se porque as pessoas tentam medir unção. Unção não se mede, só Aquele que dispõe dela pode medi-la. A técnica pode-se medir, entretanto infelizmente quem procura medir, não reúne condições para o fazer.
Quem tem unção não fica afirmando ser ungido. Quem a tem, dá fruto e fruto bom. Havendo fruto, dispensa-se o blábláblá. Quem tem técnica não tem o direito de zombar ou criticar quem não tem. Aliás, quando a técnica se alia à soberba, a mesma perde o valor. Já a técnica aliada à humildade, gera o ambiente favorável para a vinda da unção.
Unção e Técnica
Que se casem e sejam felizes para sempre

André Luiz



Técnica e Unção 
Por Luciano Manga


Não sei se você já leu em alguma revista evangélica ou já ouviu um "spot" de radio dizendo o seguinte: "Se você comprar esse CD, a unção da (fulana de tal) vai tomar sua vida". Interessante não é nossas gravadoras querem vender a presença de Deus ou a "unção" dentro de caixas de cd, como se isso pudesse ser vendido. Estão limitando o Espírito Santo.

Sandro Baggio disse algo bem legal sobre isso: "Se um músico toca em um instrumento, pensamos que se tivéssemos o mesmo instrumento então poderíamos fazer o mesmo. Se o cantor tem um modo de falar, gesticular, se mover ao redor do palco, então achamos que se fizermos o mesmo, teremos o mesmo efeito. Mas isso não acontece, ninguém consegue ser uma outra pessoa, nem mesmo ter a mesma unção que ela, simplesmente por imitar seu modo de cantar, tocar, gesticular, etc. Porque? Por que o que nós vemos e ouvimos no palco é resultado de um longo trabalho nos bastidores da vida pública, uma combinação de talento, ensaio, submissão, disciplina, integridade, piedade, etc."

Nos dias dos apóstolos do Senhor, o pessoal também buscava a unção, achavam que poderiam comprá-la. Tipo assim: "compre uma unção, tenha a atitude correta, e ganhe um ministério"- Ver Atos 8:18-21

1- O que é Unção
Receber unção ou ser ungido significa ser credenciado pelo Espírito para comprimento de uma missão (homens e coisas serem separados por Deus para seu uso). Vemos no Antigo Testamento que tanto sacerdotes, profetas e reis foram ungidos. A unção simbolizava esse ato divino de autorização, capacitação e separação para o seu uso.(Lv 8:12)

Andy Park diz algo bem legal:

"Em Ezequiel 28, a profecia contra o Rei de Tiro pode ter um sentido duplo como uma indicação do que teria acontecido com Lúcifer, o líder das hostes angelicais. Ele era um ser angelical com dons e unção que tinha acesso direto ao trono de Deus (Versículos 13,14). Mas por causa de seu orgulho e desonestidade (Versículos 2, 17-18), ele foi deposto de sua posição de Querubim. Enquanto querubim ele era adornado de com jóias belas e preciosas, Deus adorna líderes de louvor com dons musicais que brilham sob as luzes do Espírito Santo. Permanecer constantemente sob a liderança do Espírito é essencial para mantermos puras nossas motivações e apresentações. Cercado pela gloriosa luz de Deus e a adoração de outros seres angelicais, o coração de Lúcifer tornou-se escuro e então ele já não estava contente de ser um adorador. Ao invés disso, ele passou a desejar ser aquele que receberia a adoração"

- Aqueles que são músicos e lideres de louvor precisam ficar atentos ao grande apelo que existe de que se tornem no "ungidão". Precisamos apenas ser um canal de adoração. Tem gente que se diz "ungido" e é cheio de exibicionismo, egoísmo e presunções.

- Lembra do texto de Atos 8 que fala sobre Simão que queria o poder e a unção que havia nos apóstolos..então...hoje nós como Pedro temos que rejeitar essa idéia absurda de compra e venda de unção, mas seguir o que Jesus nos ensinou: mandou buscar a justiça, amar a misericórdia e caminhar humildemente o caminho que Ele traçou para nós . Nunca devemos colocar o dinheiro ou fama nesta lista.

Luciano Manga - Vineyard Brasil 

Fonte: www.tribalgeneration.org


Técnica e Unção – 2° Parte
Por Luciano Manga


2 - Saul e Davi:
Em I Samuel 10 lemos sobre a unção do Rei Saul e o texto nos fala o seguinte: Ele recebeu a mesma unção de Davi. Recebeu as mesmas oportunidades de Davi. Ele era um "candidato em potencial" a ser um grande instrumento de livramento de Deus para o povo de Israel. No cap.10 v.6, Samuel diz a Saul: "O Espírito do Senhor se apossará de ti, e profetizarás com eles, e tu serás mudado em outro homem." Davi recebeu a mesma ministração. (cap.16 v.13 - "o Espírito do Senhor se apossou de Davi...")
Porém Saul jogou tudo para o alto achando que o que havia recebido era suficiente para que se tornasse em um "Rei Todo Poderoso". O profeta Samuel chegou a adverti-lo, para que temesse ao Senhor e não se esquecesse dele, porém fez o que achava ser certo, pois era um "ungido". Isso levou-o a cometer erros que culminaram na sua rejeição por Deus, na perda da unção que receberá.

Quais foram esses erros:

a) Orgulho (I Sm 13: 8-23): A humildade deu lugar ao orgulho. Ofereceu sacrifícios que não era sua função, somente os sacerdotes podiam.

b) Tolices (I Sm 14: 1-5 e 43-45): Como ungido deu uma ordem tola aonde o exercito não podia se alimentar e deu uma sentença de morte ao seu filho Jonatas por te comido.

c) Desobediência (I Sm 15: 15-18)

3 - Técnica:
Ver o Sl 33:3 - "Cantai-lhe um cântico novo; tocai bem e com jubilo."
Em outra versão: "Entoai-lhe um novo cântico; faça- o bem, tangei com jubilo."
No hebraico o "fazer bem" usa-se a palavra "yatab" que significa "fazer algo bom", "fazer algo bonito, agradável e bem feito, fazer algo de uma maneira completa, detalhada e meticulosa".
Diante disto, o que tenho visto nos bastidores da musica evangélica é: muito desleixo com adoração na igreja, com ensaios e com o equipamento. Muita desordem e improvisos que ficam com cara de que ninguém sabe nada. Não existe preparo e o resultado é uma péssima execução.
Será que existe unção em uma musica que foi ensaiada, planejada e bem executada?
Talvez alguns não concordem comigo, mas se ensaiamos, se existe técnica e preparo, estaremos prontos para experimentar o mover do Espírito. Estamos buscando harmonizar unção com técnica.
Quem disse algo interessante sobre o assunto foi o Pr. João de Souza, no livro "Formando Verdadeiros Adoradores". Ele disse o seguinte: "Uma boa técnica, porém, não é sinônimo de perfeito louvor. As duas coisas- técnica e unção- têm de andar juntas!"

Invista tempo no seu instrumento, nos estudos e em uma vida devocional. Esteja do seu lado a Bíblia e seu instrumento e equipamento. Se você deseja ser usado por Deus, faça as coisas com excelência.
Quando penso nesse assunto me vem a mente o Juninho Afran, guitarrista do Oficina G-3. Sempre se dedicou e buscou apresentar algo para Deus com excelência. Hoje músicos seculares procuram-no para dicas, workshop e aula pois sabem da qualidade que tem. Vale ressaltar que antes de ser um bom musico e um excelente cristão.

A) Melhorando a técnica
Gostaria de citar algumas atitudes que nos ajudariam no aperfeiçoamento e técnica dos nossos músicos: 

A.1-Workshops
A.2-Escolas de musica na própria igreja
A.3- Projetos sociais que utilizem a musica
A.4- Descobrindo novos talentos e investindo

Luciano Manga - Vineyard Brasil 

Fonte: www.tribalgeneration.org

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Analisando a Música - Indesistível





Todo adorador
Passa por momentos difíceis
Todo adorador
Passa por momentos de tribulações
Mas venha o que vier,
Seja o que for
Nada vai calar a voz de um adorador
Que crê no impossível, no sobrenatural
Um tempo favorável, além do natural

Eu não vou retroceder
Eu não vou me acovardar
"indesistível" serei
Pois vivo na mira do olhar
Daquele que tudo pode ver
Daquele que tem todo poder
O Eterno, Poderoso, El-Shaddai




Composição de Marcelo Bastos para o Ministério Sarando a Terra Ferida, esta linda canção nos lembra que na vida de um Adorador existem dificuldades, problemas e perseguições.  Existem sim!  Desistir? Nunca! Devemos sempre crer em Deus!  Em Gênesis 15:6 foi a primeira vez em que apareceu a palavra "creu" na Palavra de Deus.  Abrão creu na promessa de Deus e anos depois, recebeu um novo nome, Abraão(pai de uma multidão) e Deus renovou a aliança e se apresentou como o Deus Todo-poderoso.  Para alguns, a tradução para Deus Todo-poderoso é El-Shaddai (שרי על). Há os que afirmam que “Shaddai” vem do hebraico “shad”, que significa, ao pé da letra, “seio, mama”. Neste caso, “El Shaddai” seria “o Deus que sustenta”, “o Deus que nutre”, “o Deus que satisfaz”.  Existem ainda alguns que vêem em “Shaddai” o significado de “o Deus das Montanhas”, “o Deus elevado acima dos montes”.  Posso resumir que todos estes significados indicam pro meu Deus!  Um Deus que nos sustenta, que está acima de tudo o que há e que tem todo o poder!
  Este Deus prova a nossa fé assim como provou a Abraão. Sabem o que Abraão decidiu fazer quando Deus o pôs à prova?  Adorou!  Foi a primeira vez em que esta palavra apareceu na Bíblia (Gênesis 22:1-18).  Mesmo no dia mais difícil de sua vida, Abraão teve fé e foi adorar a Deus.  Deus honrou a promessa sobre a vida de Isaque.  Abraão disse que ele e o moço voltariam após terem adorado (Gênesis 22:5), Deus providenciou um substituto para Isaque.  Nada pode calar a voz de um adorador, mesmo nos momentos difíceis adore!
  No livro de Jó, vemos o El-Shaddai sendo pronunciado por diversas vezes.  Na tribulação, no sofrimento e em meio a muita dor, Jó reconhece que Deus é Poderoso e Soberano (Jó 8:5-21), mesmo assim ele o adorou (Jó 1:21).  
Moisés creu no impossível e mesmo com o povo de Israel cercado ele obedeceu a voz de Deus que mandou que o povo marchasse.  Ele não desistiu e Deus agiu no sobrenatural (Êxodo 14:13-16).
Tentaram amedrontar Neemias com afrontas e calúnias, mas ele não se acovardou, prosseguiu com a obra até o fim (Neemias 6:9-16).  Deus estava com ele e com Deus somos maioria sempre!
Que possamos aprender com o Apóstolo Paulo que em todos os momentos, tanto felizes quanto de dificuldade (Filipense 4:12-13), pôs a sua força no Todo-poderoso Deus!  Porque Jesus Cristo é Deus (João 1:1-3) ele e o Pai são um (João 10:28-30).  Mesmo que duvidem, sei que ele é Deus e a ele pertence todo o poder (Mateus 28:17-18).  Eu creio nele! Não vou me acovardar! Indesistível serei!(2 Timóteo 1:7-12) Afinal, o Senhor é a minha força! (Salmos 27) O Eterno, Poderoso El-Shaddai!